Execução de alta performance

Sempre ouço que há uma crise de mão-de-obra e que a execução está cada dia mais difícil de acontecer com qualidade. Entendo e concordo, mas também percebo que temos a melhorar em nossa forma de gerenciar a execução, para que ela seja adequada ao momento e às pessoas que temos hoje. Proponho aqui algumas iniciativas que levam a boa estratégia a ser executada com grande geração de resultados. Mais que isso, que haja engajamento das pessoas na execução e feedback para melhorar continuamente a eficácia da estratégia.



Alinhamento de objetivos


Não podemos imaginar que as pessoas vão se envolver emocionalmente, de forma direta, com uma estratégia que definimos. Para que isso aconteça, é necessário fazermos uma ponte entre os sonhos que elas já tem e os sonhos que a estratégia quer realizar. Utilizo com muito sucesso o levantamento individual de sonhos dos membros da equipe para alinha-los com os objetivos das organizações onde atuo.

Entendo que este é um princípio insubstituível para iniciarmos o processo de execução de alta performance.


4 Disciplinas da execução


Utilizo com muito sucesso este modelo desenvolvido por Ram Charam e Larry Bossidy. Primeiro, é fundamental ter clareza do foco, definido em poucos indicadores de performance. Precisamos concentrar a equipe em 1 ou 2 indicadores, nos quais eles tenham real influência para alcançar resultados. Em seguida, estes indicadores devem gerar um placar com o resultado de todos, que deve ser visto por todos, o tempo todo. Este placar substitui qualquer necessidade de cobrança gerencial, acredite. O terceiro ponto é a criação e melhoria contínua de checklists, que definem as ações a serem tomadas para executar a estratégia. Por fim, é necessária uma reunião semanal do time, para reconhecimento das pessoas, a partir dos placares, e melhoria dos checklists, a partir de casos de sucesso em vendas.


Liderança para o resultado


Os gerentes e supervisores devem liderar as pessoas. A construção e manutenção dos checklists, o treinamento de utilização dos mesmos e avaliação contínua da equipe na execução deveriam ser as principais atividades desses gestores. Muitas vezes percebo que eles atuam como vendedores seniores. Isto está errado. Seu papel de liderança deve ser focado em 4 pilares. Planejar, motivar, manter processos e ser exemplo de ética e performance para que o resultado seja construído, através da equipe. Esta liderança de qualidade é a cada dia um dos maiores diferenciais competitivo que uma organização pode ter.



Sucesso e ótimos negócios !


Clique e acesse mais conteúdo sobre: Mobilização de Clientes e equipes comerciais.

7 views

Fone: 11-9-9965-1550

e-mail: contato@portway.com

@Portway 2020